NOTÍCIAS

Apresentação do Programa "Fogo Seguro"

Apresentação do Programa "Fogo Seguro"

🌳 🐇 🌲 O Município de Lamego acaba de lançar o 𝗣𝗿𝗼𝗴𝗿𝗮𝗺𝗮 “𝗙𝗼𝗴𝗼 𝗦𝗲𝗴𝘂𝗿𝗼” que terá como principal missão apoiar, a partir de agora, a realização de queimadas por parte da população, sensibilizando-as para a prevenção e minimização de riscos, nas quais a gestão de combustível assume um papel preponderante.
A apresentação pública deste novo plano decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com a participação do Presidente Francisco Lopes, e contou com a presença de várias entidades: Juntas de Freguesia, Guarda Nacional Republicana, Polícia de Segurança Pública, Bombeiros Voluntários e Sapadores Florestais.
No âmbito do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais, o programa “Fogo Seguro” caracteriza-se por uma postura próxima, permanente, ativa e pedagógica junto da comunidade. Alertará para um espírito de responsabilidade coletiva na 𝗱𝗲𝗳𝗲𝘀𝗮 𝗲 𝗽𝗿𝗲𝘀𝗲𝗿𝘃𝗮𝗰̧𝗮̃𝗼 𝗱𝗮 𝗳𝗹𝗼𝗿𝗲𝘀𝘁𝗮.
“Verificámos a existência de muitas dúvidas por parte da população em relação ao que devem fazer quando efetuam queimas ou queimadas, em terrenos confinantes a edificações e a aglomerados populacionais inseridos ou confinantes com espaços florestais. Por esta razão, decidimos criar este plano devidamente estruturado”, explica Fábio Duarte, vereador com a tutela dos Serviços Municipais de Proteção Civil e do Gabinete Técnico Florestal.
📌 Os munícipes podem agora solicitar apoio na realização de queimadas, através do preenchimento de requerimento próprio disponível no site da Proteção Civil de Lamego: www.prociv.cm-lamego.pt

 Mau tempo | Lamego registou mais de 50 ocorrências

Mau tempo | Lamego registou mais de 50 ocorrências

Apesar das melhorias nas condições meteorológicas verificadas, as consequências pelo acumular da água nos solos, ainda se fazem sentir.

Vários trabalhadores dos diferentes serviços municipais, bem como juntas de freguesia e todos os agentes de Proteção Civil, estão no terreno desde o dia 11 de dezembro no terreno, a zelar pela segurança da população.

📌 A chuva intensa e persistente provocou inundações, deslizamentos de terra e quedas de árvores. Entre as 00h00 de 11 dezembro e as 17 horas de hoje foram registadas no Centro Municipal de Proteção Civil 53 ocorrências.

Município de Lamego e ANEPC assinam Protocolo

Município de Lamego e ANEPC assinam Protocolo

➡️ O Município de Lamego e a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil assinaram um protocolo de cooperação no âmbito da 𝗦𝗲𝗴𝘂𝗿𝗮𝗻𝗰̧𝗮 𝗖𝗼𝗻𝘁𝗿𝗮 𝗜𝗻𝗰𝗲̂𝗻𝗱𝗶𝗼𝘀 𝗲𝗺 𝗘𝗱𝗶𝗳𝗶́𝗰𝗶𝗼𝘀 (𝗦𝗖𝗜𝗘).
O acordo permitirá a implementação e a operacionalização do processo de credenciação de técnicos municipais para a emissão de pareceres e realização de vistorias e inspeções regulares das condições de SCIE, na área administrativa deste Município.
O Vereador com a tutela da Proteção Civil Municipal, Fábio Duarte, congratula-se com a parceria agora alcançada.
O autarca recorda que a legislação em vigor já concretizava o quadro de transferência de competências para os órgãos municipais no domínio da segurança contra incêndios em edifícios, da análise de Medidas de Autoproteção, Projeto SCIE, Vistorias, Inspeções Regulares, Inspeções extraordinárias, para todos os edifícios de primeira categoria de risco.
O protocolo agora celebrado estende o âmbito até à 𝗾𝘂𝗮𝗿𝘁𝗮 𝗰𝗮𝘁𝗲𝗴𝗼𝗿𝗶𝗮 𝗱𝗲 𝗿𝗶𝘀𝗰𝗼.
📌 Fábio Duarte acrescenta ainda que, para além das novas competências que a autarquia vai exercer, está prevista a realização de várias ações de sensibilização, junto dos lamecenses, numa área tão importante como a segurança.

Assembleia Municipal realiza sessão descentralizada em Lazarim

Assembleia Municipal realiza sessão descentralizada em Lazarim

A vila de Lazarim acolheu a primeira sessão descentralizada da Assembleia Municipal de Lamego, eleita para o mandato 2021/2025. Inserida numa estratégia de descentralização deste órgão deliberativo, que se pretende levar a várias freguesias do concelho, esta sessão pretendeu homenagear o tradicional Entrudo de Lazarim e trazer a população desta freguesia à discussão, conforme verificado.
Da ordem de trabalhos, destaque para a aprovação de um voto de condenação da guerra na Ucrânia, apresentado pela coligação PSD/ CDS-PP e subscrito pelo PS e pela CDU, e para a aprovação dos regulamentos de promoção do bem estar animal e do cuidador de animais errantes. Também foi aprovada nesta sessão descentralizada a prorrogação do prazo de descentralização de competências em matéria de ação social, a partir de janeiro de 2023.

“A realização de assembleias municipais descentralizadas traduz o compromisso que assumimos de aproximar este órgão do poder local das pessoas! Trata-se de uma boa prática iniciada no mandato anterior e espero que consigamos percorrer todas as freguesias até ao final do mandato. Quero agradecer, publicamente, o excelente acolhimento proporcionado a todos os elementos que compõem a Assembleia Municipal de Lamego, por parte do Presidente da Junta de Freguesia de Lazarim. Quero ainda felicitar os serviços da autarquia e o Presidente da Câmara Municipal por toda a colaboração prestada na preparação e realização desta sessão descentralizada”, sublinha Ricardo Morgado, Presidente da Assembleia Municipal.

Assembleia Municipal exige reabertura do heliporto do Hospital

Assembleia Municipal exige reabertura do heliporto do Hospital

A vila de Valdigem acolheu a mais recente sessão descentralizada da Assembleia Municipal de Lamego, eleita para o mandato 2021/2025, depois de outras freguesias rurais do concelho terem recebido sessões anteriores. Nesta reunião, ocorrida na última segunda-feira, dia 27, foi aprovada uma moção, dirigida ao Ministério da Saúde, "Pelo regular funcionamento do serviço de Urgência do Hospital de Lamego e do Heliporto", um equipamento que "não pode ser utilizado por falta de certificação", pelo que se deve "proceder à aferição dos aspetos técnicos em falta e à sua reabertura, com carácter de urgência".
A Assembleia Municipal aprovou ainda a nomeação do Conselho Municipal de Educação, instância de coordenação e consulta que promoverá, a nível municipal, a coordenação da política educativa, articulando a intervenção, no âmbito do sistema educativo, dos agentes educativos e dos parceiros sociais interessados.
No período antes da ordem do dia, foi ainda aprovado por unanimidade dois votos de pesar pelo falecimento de Álvaro Bonito, antigo diretor da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTGL) de Lamego, e de António Guimarães, médico durante várias décadas ao serviço dos utentes da cidade de Lamego. Foi ainda cumprido um minuto de silêncio pelo recente falecimento de dois funcionários do Município de Lamego - Augusto Gonçalves e Manuel Rua -, muito queridos no seio desta instituição.